quarta-feira, 4 de julho de 2018

TENHA O UNIVERSO EM SUAS MÃOS !!


CONSELHO DE PAI ( DEUS ) O RACIONAL SUPERIOR ACONSELHA:
ELE É PAI!!

QUEM ADVERTE, INSTRUI E PERDOA:
É PAI!!

AQUELE QUE ESCUTE, OBEDEÇA E PERDOE-SE:
SEJA FILHO!!

O RACIONAL SUPERIOR aconselha.
O RACIONAL SUPERIOR adverte e instrui.


E o faz através dos 1009 volumes da Obra UNIVERSO EM DESENCANTO de Cultura Superior, transcendental, de Cultura Racional, ditados para o Divino Habitante Racional aqui na Terra, na pessoa do senhor Manoel Jacintho Coelho (1903 – 1991).

Destruir e construir, duas palavras antagônicas.

Construir é sinônimo de instruir para o BEM VERDADEIRO; construir o conhecimento verdadeiro nos seres de conhecimento embusteiro; significa doar, transferir o conhecimento absoluto de DEUS.

Destruir é sinônimo de desconstruir; significa demolir, extinguir. Como assim foram as transformações que viemos passando ao longo dos tempos, até tomarmos conhecimento de nós mesmos e de toda a nossa verdadeira história.

Voltemos à cartilha Racional, aquela que todo aquele que almeja SE CONHECER deve estudar para saber de onde veio, como veio, a que veio, o que o trouxe, para onde irá, quando irá e como irá.

Quando adentramos a parte da Planície que não estava pronta para progredir, apesar dos inúmeros avisos de nosso PAI para não fazê-lo, essa parte da Planície iniciou um movimento em espiral descendente, em um deslocamento que perdurou eternidades.

Esclarecendo: eternidade é a medida de tempo Racional, imensurável para nós humanos. É o período entre o início e o fim de uma vida em degeneração. Às vezes curto, como o caso de uma lagarta até se deformar em borboleta. E às vezes tão longo, que não há como contar.

Nesse longo processo, nossos corpos sutis se extinguiram na Planície que já se materializara no início da água e da terra, (conforme descrito detalhadamente em textos anteriores), e começamos a brotar do chão, como os vegetais, feitos por vírus visíveis e invisíveis.

Passamos, então, da nossa condição original de seres de energia Racional, puros, limpos, perfeitos e eternos, para a de seres virais, mortais, animados pelas energias Racionais degeneradas elétrica e magnética, resultantes da deformação da pequena parte da Planície em que adentramos.

Daí em diante outras tantas eternidades decorreram, começando com a fase de monstros; depois, selvagens ignorantes atrasados, depois, um pouco menos avançados em sua ignorância, e posteriormente, bichos Racionais.

Em seguida, evoluímos para a classe de animal Racional, que significa animal provido de Raciocínio em potencial e a partir de 1935, a fase em que agora nos encontramos, a fase natural da Natureza, a Fase Racional.

Sim, porque o RACIONAL SUPERIOR, desde o início de nossa descida, transferiu o comando do mundo da matéria para a Natureza, que nos acompanhou desde então em todas as fases, gerando-nos, criando-nos, alimentando-nos, lapidando-nos e nos orientando.

Até 1935, o pensamento era comandado pelo elétrico e magnético, equilibrando de certa forma o comportamento do ser humano, de forma a frear e amansar nossa natureza deformada de feras indomáveis, através do desenvolvimento do pensamento.

Daí em diante, findada essa função do desenvolvimento do pensamento, houve a mudança de fase da Natureza, para continuar a evolução da humanidade através de outra energia, transcendental, a energia Racional, para o desenvolvimento do RACIOCÍNIO (GLÂNDULA PINEAL), ficando a máquina do pensamento humano por conta da energia magnética, para, através das ferramentas humanas não preparadas para a nova fase da Natureza, providenciar a falência e liquidação de tudo que o pensamento construiu e que não serve para a Fase Racional.

Assim a humanidade passou, de 1935 para cá, a conviver com duas fases opostas: uma de recuperação do animal Racional, pelo desenvolvimento do RACIOCÍNIO, feito pela energia Racional, elevando os animais Racionais à classe superior de Aparelhos Racionais. E outra de liquidação dos animais Racionais que não conseguiram o desenvolvimento completo do seu pensamento, não tendo condições de desenvolver o seu RACIOCÍNIO, tendo que ser rebaixados para a classe inferior de animais irracionais.

Essa transformação degenerativa de liquidação da fase do pensamento, teve efeitos deletérios na humanidade e na própria Natureza, que começou a retaliar de forma violenta as ações promovidas contra ela, levando o mundo à situação caótica em que se encontra de falência física, moral e financeira, confirmando o acima dito: o Racional Superior adverte, instrui e perdoa, mas, é preciso que a pessoa, O escute, O obedeça e se perdoe.

E mais do que isso: em sua suprema e sábia bondade, dá oportunidades incontáveis para que os que usam mal o livre-arbítrio se recuperem.

Assim foi com a criação do Alfabeto Astrológico, que uns tantos aderiram e subiram, retornaram à ORIGEM, e outros tantos não só o ignoraram como criaram um outro alfabeto – o Alfabeto Artificial, que nos fez mais prisioneiros de vez de nossos atos, totalmente submissos às dominações lapidadoras do magnético, mais sofredores em nossas vidas na matéria e ainda mais encantados do que éramos. Encantado, o mesmo que desconhecido da VERDADE das verdades.

E para tirar o atraso, a brutalidade e selvageria da humanidade, haja encantamento, haja lapidação, haja magnetismo!

Para os que têm o pensamento desenvolvido, torna-se fácil, pela leitura dos livros de Cultura Racional, conceber toda a nossa descida desde quando éramos seres puros, limpos e perfeitos até a extinção de nossos corpos no chão.

É de uma lógica cristalina a explicação do enfraquecimento de forças pela perda de nossas virtudes, bem como pela perda das virtudes da parte da Planície que acompanhamos na descida, vindo a constituir a matéria.

Porém, por enquanto difícil de entender em minúcias, e que nos deixa maravilhados mesmo, é como um monstro de matéria, brotado do chão, amorfo e inerme, sem visão, audição ou capacidade de locomoção, quase um feto, com a respiração transparecendo ser seu único sinal vital, eventualmente se transformar em um Aparelho Racional, imunizado e transportado de volta para o Mundo Racional, voltando à sua origem de um ser um puro, limpo e perfeito!

E quem tudo isso tem poder para realizar, com precisão absoluta?

Só mesmo a Divina Providência, que delegou à Mãe Natureza, essa monumental operação de resgate!

Só um PAI/DEUS, que é o VERDADEIRO DEUS, em sua magnânima bondade, poderia trazer-nos de volta para a SUA convivência, organizando todas essas infinidades de fases pelas quais passamos em 21 eternidades para, através de incontáveis processos de lapidação e transformação – de monstro até a condição superior de Aparelho Racional – pudéssemos hoje ser reconduzidos ao nosso estado natural de Racionais, puros, limpos e perfeitos.

A Natureza deformada, que é esse conjunto elétrico e magnético, foi, representada por seus componentes invisíveis, a artífice desse processo natural de reconstrução da humanidade até à Fase Racional.

Estamos, pois, na fase mais refinada deste mundo em que habitamos, a fase do conhecimento Racional, a fase do autoconhecimento, somente possível através do desenvolvimento do raciocínio.

É este, portanto, o último estágio para a nossa recuperação e retorno ao nosso Mundo Verdadeiro de Origem, o MUNDO RACIONAL.

Vamos, portanto, aproveitar essa última chance que nos é dada por nosso PAI, escutando-O, obedecendo-O e nos perdoando a nós mesmos, no ler e reler a obra UNIVERSO EM DESENCANTO, para adquirirmos a IMUNIZAÇÃO RACIONAL e a Clarividência Racional, aparelhando-nos com nosso Mundo de Origem para verificarmos, com nitidez Racional, todo este nosso trajeto desde monstro inerme até o transporte, feito pela Energia Racional, de nossas sete partículas da vida para o MUNDO RACIONAL.
O testemunho completo do Redentor está no livro Universo em Desencanto. - “Para ser feliz, torna-se necessário trazer para si o que é certo, viver de maneira certa e não na incerteza que todos vivem”.

E a hora é AGORA! Aquele que me provar, com base, provas, lógica e comprovações que conselhos de Pai não servem como orientação, na certa sabe mais que Deus.
E para este eu me rendo incondicionalmente. 


SALVE!!!!!





quinta-feira, 14 de junho de 2018

DEUS É MESMO BRASILEIRO, SIM.


Mas, as aparências entorpecem a humanidade (em sua maioria), a qual, cega de olhos abertos, não enxerga essa realidade que salta aos olhos e é tão simples.

Consequência: 
Tornam-se uns contra os outros: gananciosos, ambiciosos, prepotentes, insolentes, mentirosos, invejosos, ciumentos, avarentos, corruptos e outras ruínas mais, destruindo uns aos outros. 

E, assim, cada qual querendo ser mais bonito, mais inteligente, mais esperto, mais rico, mais poderoso, mais aparentemente melhor em tudo, num corre-corre louco, desenfreado atrás dos valores externos, aparentes, que dividem e distanciam as pessoas cada vez mais dos seus semelhantes, de si mesmas e, consequentemente, da Natureza.

Assim, embriagados pelas aparências, pelas fantasias, pelas ilusões, enfim, pela matéria, tornam-se cada vez mais sem paz, sem AMOR e mais violentos, nessa luta sem trégua pelo nada, que acaba em nada, destruindo a si mesmos, aos demais e à Natureza, Dona de todas as vidas. E, assim, destroem e esmagam o AMOR: NÃO RACIOCINAM!

Aí, então, começam a reclamar da vida e de si mesmo, de tudo e de todos, começam a apelar pra Deus, que não tem nada com isso, que não tem culpa do desequilíbrio de ninguém, porque Deus respeita o livre-arbítrio de todos.

Não existe filosofia, seita, doutrina ou religião que dê jeito numa humanidade assim, que não quer enxergar e reconhecer que a sua felicidade depende dela mesma; depende dela abandonar as aparências, as ilusões, as fantasias, os fanatismos, os valores materiais e abraçar o RACIOCÍNIO (o seu interior verdadeiro, que é o AMOR), QUE COMEÇA COM O RESPEITO A TUDO E A TODOS.

Cada pessoa precisa reconhecer que a sua felicidade depende dela mesma, do desenvolvimento do seu RACIOCÍNIO e que tão somente nele encontrará tudo o que precisa para viver equilibradamente.

Porque dinheiro, profissão, poder, intelecto, cultura intelectual, religião, fama, sexo, prazeres materiais em geral, sem o correspondente desenvolvimento Racional, não trazem felicidade a ninguém e nada valem, caso contrário, o mundo seria um mar de felicidade, de AMOR e de PAZ. Entretanto o que assistimos dia a dia? Só destruição, guerras e desentendimentos causados pela ambição e a ganância. 

Agora, dinheiro, profissão, poder etc. acompanhados e governados pelo desenvolvimento Racional, tornam-se úteis, positivos e saudáveis, porque passam a ser direcionados à UNIÃO e, não, para a discórdia, para a disputa, para as intrigas, para as guerras de toda sorte e destruição da humanidade.

Portanto, a humanidade tem sido e é o maior carrasco de si mesma, a maior traidora de si mesma, quando CONVERGE PARA FORA DE SI (FUGINDO DE SI MESMA), DA SUA CONDIÇÃO E REALIDADE DE RACIONAL, NUMA FALTA MONSTRUOSA DE AMOR A SI MESMA, por se negar a SE CONHECER RACIONALMENTE, ao abraçar as aparências como verdades, sabendo que as aparências não são verdades e, por isso, tudo na matéria tem princípio e tem fim.

Constatamos, lamentavelmente, na humanidade, um suicídio individual e coletivo, com raras e honrosas exceções.

É preciso que todos parem para refletir sobre o grande mal que cada um está fazendo a si mesmo e à Natureza, pois, quem faz o bem, para si é, e quem faz o mal, para si é. O mal por si mesmo se destrói e o bem por si mesmo se conserva. Quem planta mel, colhe mel. Quem planta fel, colhe fel. O fel que se vê no mundo, a humanidade quem o semeou – pois, não há efeito sem causa.

Mas, o grande e maior mal é que as pessoas não acreditam em si mesmas, na força SEM LIMITES que cada qual possui para combater o mal de si mesmas, o mal das aparências que nos rodeiam o dia todo no trabalho, nas escolas, nos meios de comunicação e em todos os lugares, nos atraindo como imãs para fora de nós mesmos, nos convidando e nos incitando a nos ligar no alheio e, não, em nós mesmos.

É o mal nos engolindo, é o mal nos tragando, é o mal nos envolvendo, não permitindo o nosso DESENVOLVIMENTO VERDADEIRO, RACIONAL.

Mas, depois que a pessoa desperta o seu EU, o seu RACIOCÍNIO, o seu AMOR INTERIOR, toda essa sujeira passa a não ter mais valor algum.

Nos tornamos mais firmes que um rochedo inabalável. Olhamos para tudo com a maior indiferença, todavia, COM RESPEITO.

Nos imunizamos do mal, nos imunizamos através do RACIOCÍNIO, que é o AMOR VERDADEIRO a nós mesmos, a tudo e a todos, que é o AMOR DIVINO, ou seja, o AMOR que DEUS nos deu, AMOR que nascemos com ele e ficou esquecido, devido a comportamentos maus (materialistas).

Imunizados começamos a viver de VERDADE.

E quem ainda não se despertou para a VIDA RACIONAL, a vida do AMOR VERDADEIRO, é um cego de olhos abertos, um moribundo – vive, mas, não sabe o porquê vive; existe, mas não sabe o porquê existe e, por isso, não sabe de onde veio e para onde vai. Pensa que sabe, mas, o sofrimento prova que nada sabe, pois, quem sabe não sofre.

Vive de experiências, para ver se acerta ou não. Não sabe se está certo ou se está errado, se vai ser feliz ou não. Se vai morrer cedo ou tarde e de que vai morrer.

Aí, vive ESPERANDO – E NÃO SABE O QUE. Vive de ESPERANÇA. A esperança é de quem não sabe e é a última que morre.

E por viver sem saber, vive sofrendo.

Quem sabe, não sofre, porque sabe fazer tudo que é preciso e necessário para a sua paz e harmonia e, por isso, sabe cortar o sofrimento.

Mas, o sofrimento, para quem ainda não sabe, ou está aprendendo a saber, é o melhor remédio, porque faz o iludido, o traidor de si mesmo ACORDAR DO SONO DE PEDRA.

Aí, ele começa a ENXERGAR que as aparências não são verdades e começa a buscar EM SI MESMO uma explicação para o seu sofrimento, sua causa e sua origem, chegando à conclusão da necessidade de saber a causa e origem do tudo existente.

E nessa busca saudável, mais cedo ou mais tarde, encontra a SI MESMO e passa a SE CONHECER.

E, passando a SE CONHECER RACIONALMENTE, passa a conhecer tudo e todos, pois, RACIONALMENTE, tudo e todos são iguais, ou seja, têm a mesma origem, são uma energia só – RACIONAL.

E que o ser humano, enquanto não reconhecer essa realidade, continua a viver como sempre viveu: SEM SE CONHECER, desligado do seu NATURAL de RACIONAL, deformando-se, desequilibrando-se, mas que sua origem continua RACIONAL (AMOR VERDADEIRO), aguardando o reconhecimento de cada um, para se religarem à ORIGEM, retornarem à ORIGEM, ao estado natural de RACIONAL PURO, AMOR PURO.

Assim, quem passa a SE CONHECER RACIONALMENTE e, não aparentemente, AMA AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO E FAZ O BEM SEM OLHAR A QUEM, porque somos UM.

Por conseguinte, NÃO DESEJA AO PRÓXIMO AQUILO QUE NÃO QUER PARA SI.

Só assim a humanidade alcançará a PAZ, o AMOR e a FRATERNIDADE verdadeira, de UM por todos e todos por UM; e que esse UM é o RACIONAL SUPERIOR, o VERDADEIRO DEUS. Pois, se somos animais RACIONAIS, o VERDADEIRO DEUS também é RACIONAL, um SER SUPERIOR da nossa origem. E, por ser SUPERIOR, se trata o RACIONAL SUPERIOR, autor dos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO, da Cultura Racional, a cultura do VERDADEIRO DEUS.

Nessa grandiosa CULTURA, nós estudiosos dela (e todos que se derem a feliz oportunidade de conhecê-la e estudá-la), encontramos a BASE VERDADEIRA para uma vida equilibrada RACIONALMENTE.

Por isso nós nos amamos muito RACIONALMENTE, somos unidos RACIONALMENTE, cultuamos o amor verdadeiro, o AMOR RACIONAL, a beleza interior, o RACIOCÍNIO, o RACIONAL SUPERIOR.

E ninguém pode despertar e desenvolver o RACIOCÍNIO de ninguém. Cada qual, dentro do seu próprio lar, ou onde estiver, deve e precisa desenvolver o seu, mas, não é obrigado, porque a vontade é livre. Deixar de sofrer é uma opção de cada um e deva de ser respeitada.

Esse dom GRANDIOSÍSSIMO de RACIOCINAR (AMAR sublimemente), o RACIONAL SUPERIOR deu a cada um. E é missão e dever de cada um. Mas, a cumpre quem quiser, não devendo haver ingerência de ninguém para que ela seja cumprida.

Essa é a missão para quem quiser sair desta vida de matéria, em vida, deixando de ser escravizado pela matéria.

É tão somente esse cumprimento de missão que todo o Universo eletromagnético (representando a Mãe Natureza) espera de nós. Tanto assim que há milhões de milênios todos os seus integrantes, visíveis e invisíveis vêm nos lapidando e, através dessa lapidação nos preparando, para estarmos em condições de conhecer, ESTUDAR, sentir, entender, compreender, cultuar, desenvolver e evoluir a cultura natural da Natureza, a CULTURA RACIONAL, a Cultura do Verdadeiro Deus, o RACIONAL SUPERIOR.

Isso é tão simples! E muitos, por não saber disso, ou saber e não querer, não o fazem, atrasando a sua própria vida e a de toda a humanidade.

Basta esse desenvolvimento para o mundo ser feliz e alcançar a CONCÓRDIA UNIVERSAL, a APOTEOSE RACIONAL, a APOTEOSE DO AMOR VERDADEIRO.

E os Livros para saber e alcançar tudo isso, UNIVERSO EM DESENCANTO, aqui na Terra já se encontram, nascidos no Brasil, desde 1935 e, por isso:

DEUS É MESMO BRASILEIRO!!

Colaboração: Carlos Barros










A BUSCA DA ORIGEM DA HUMANIDADE!!


A ciência luta de todas as formas e de todas as maneiras para desvendar a origem da humanidade. 

A resposta para o que procuram, já encontra-se na Terra, está nos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO. 

Por não conhecerem o que é o DESENCANTO, pensam que é uma doutrina, uma religião ou uma nova filosofia. 

Quem não conhece é assim mesmo, FAZ CONFUSÃO devido o atraso que possui. DEPOIS QUE SUPERA O ATRASO, aí sim, começa a entender, a aceitar e acaba dizendo: 

"ME ENGANEI NA MINHA PÉSSIMA MANIA DE ANTECIPAR OPINIÕES, SEM SABER O QUE REALMENTE É." 

"Achei que era uma coisa e quando fui ver, É OUTRA MUITO DIFERENTE." 

Raciocine! 

Salve a Cultura Racional ! 

O que toda a humanidade está precisando e necessitando, saber o que está fazendo neste planeta terra, que todo o mundo vive aqui e não sabe porque, nem para que, com este estudo vai ser respondido, todas perguntas que vem na cabeça de cada um. 

A CULTURA RACIONAL é um conhecimento que explica, prova e comprova a verdadeira origem da humanidade. 

Esta cultura encontra-se na leitura dos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO.

E depois de verem tudo dando errado,
passarão a se guiar pelo certo,
pelos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO. 
(Racional Superior)








domingo, 7 de janeiro de 2018

DIA DE REIS - LOUVADO SEJA!!


DIA DE REIS

Louvado seja o DIA DE REIS!

O ser humano tem atravessado milhões de milênios, admirando a grandeza da Natureza, com seu poder absoluto sobre tudo e sobre todos, gerando, criando, mantendo, transformando vidas animais, vegetais e minerais, com precisão absoluta, para ser possível a vida fluídica e materializada.

Como essas vidas surgiram, porque surgiram, sua causa e sua origem?

Isso inquietava os viventes, e tanto, que chegaram até o momento presente, à base de experiências, tentando descortinar este grande mistério: a Natureza e seu grandioso mecanismo para a função da vida.

Mas, apesar da grande maioria ainda não ter tomado conhecimento, a resposta de tudo isso chegou à Terra em 1935, através de um conhecimento transcendental, vindo da Origem Verdadeira de tudo e de todos, e que, transformado em uma bibliografia fantástica, finalmente veio esclarecer o que todos corações pediam.

Sim, um Livro ditado da ORIGEM VERDADEIRA ao povo da Terra, que na década de 70 começou a ser divulgado para o benefício de toda a humanidade: UNIVERSO EM DESENCANTO, de CULTURA RACIONAL.

E os que estão tomando posse deste saber inusitado, transcendental, agora têm a felicidade de ter se inteirado da Verdade das Verdades, podendo assegurar, com certeza absoluta e cristalina, provada e comprovada em si mesmos, que este mundo em que vivemos, agora unido ao MUNDO SUPERIOR, o Mundo dos Eternos, tem TRÊS PODERES reunidos em UM só: DEUS, o RACIOCÍNIO SUPERIOR A TODOS OS RACIOCÍNIOS, E A  ENERGIA SUPERIOR A TODAS AS ENERGIAS.

E os TRÊS PODERES? São eles: o ASTRAL INFERIOR, o ASTRAL SUPERIOR e o MUNDO RACIONAL. Sendo que no MUNDO RACIONAL é que está DEUS TODO PODEROSO, o RACIONAL SUPERIOR.

Esses TRÊS PODERES estão representados em cada ser humano, tendo o MUNDO RACIONAL representado na glândula do RACIOCÍNIO, a Glândula Pineal – por isso DEUS está em todo lugar.

E o sol, a lua e todos os planetas, que tornam possível a vida de todos os seres, inclusive a do animal Racional, são governados pelo ASTRAL SUPERIOR – portanto é aí que se encontram os Verdadeiros REIS deste Universo em que vivemos, a quem toda gratidão e homenagem é devida neste 6 de janeiro.

Foram esses MAGNÂNIMOS REIS que constituem a Verdadeira Umbanda (um só lado, o positivo verdadeiro), foram ELES os responsáveis pela chegada na Terra do Conhecimento de Cultura Racional, para o desenvolvimento do RACIOCÍNIO, que é DEUS dentro de nós!

Não fossem ELES, jamais sairíamos das trevas em que nos encontrávamos, perdidos em experiências infrutíferas, que deram como causa essa cultura materialista do pensamento, que foi muito necessária para nossa lapidação, mas, cuja validade terminou em 04 de outubro de 1935, entrando em falência e liquidação.

Sem a grandiosidade desse Conhecimento Cultural Racional, ninguém conseguiria se libertar da escravidão da matéria, indo de roldão para classes inferiores de vida.

Então, o que se deve fazer em homenagem e gratidão aos Verdadeiros REIS do UNIVERSO? Adotar em nossas vidas a grandiosa Cultura extraterrena que nos trouxeram, a Cultura Racional, e cumprir com o dever sagrado de divulga-la dia e noite e noite e dia, para alcançarmos a RACIONALIZAÇÃO DOS POVOS, que é todos conhecerem o mundo de sua raça, o MUNDO RACIONAL, e saberem como retornar a ELE, pelo desenvolvimento do RACIOCÍNIO, porque todos somos de raça RACIONAL.

Quando todos assumirem essa sagrada missão perante ao RACIONAL SUPERIOR e aos Verdadeiros REIS DO UNIVERSO, a Natureza encerrará suas cobranças do dever não cumprido, e o mundo caminhará em paz, todos de retorno à Origem de onde saímos, o MUNDO RACIONAL!

LOUVADOS SEJAM OS VERDADEIROS REIS DO UNIVERSO, HABITANTES DO ASTRAL SUPERIOR!

LOUVADA SEJA A VERDADEIRA UMBANDA, ONDE O MAL NÃO EXISTE!

SALVE 6 DE JANEIRO!

Compartilhe isso: DIA DE REIS, LOUVADO SEJA!!

Fonte: DIA DE REIS 










domingo, 6 de agosto de 2017

AS DISTRAÇÕES DA VIDA DA MATÉRIA



Salve!

Amigo, as distrações da vida da matéria, são o caminho favorável que a energia magnética tem para eliminar os viventes que desconhecem que as distrações são verdadeiros castelos de areia, sem realidade e sem qualquer consolidação, que o próprio tempo leva num piscar de olhos.

Ela, a negatividade, age através do pensamento para lapidar famílias a perderem seus entes queridos.

Por isso, Amigo, Amiga, procurem conhecer o Livro do SABER DIVINO, Universo em Desencanto, de Cultura Racional, pois, neste Livro está a proteção e o caminhar CERTO para não ser atingido pelo pior.

O mundo é cheio de ilusões, de engambelos, favoráveis para os jovens se iludirem com essas facilidades de distrações passageiras, sem terem conhecimento de que um distraído pela matéria, é um perdido.

Que a juventude gosta de ir pra cá, pra lá… e a vida passa e tudo passa, por tudo ser obra do pensamento e da imaginação, não existindo realidade alguma nessas distrações, que são realmente pura ilusão.

Em 1935 houve uma mudança de fase na Natureza, terminou o Segundo Milênio, que foi a fase do pensamento, para entrar outra ENERGIA a comandar a Natureza, que foi o Terceiro Milênio, a Fase Racional, para o desenvolvimento do raciocínio, o CERTO para todos que tomassem conhecimento dessa mudança de fase na Natureza.

E esse conhecimento está nos viventes passarem a SE CONHECER no Livro Universo em Desencanto, para desenvolver o raciocínio, para tudo caminhar CERTO na vida de todos.

Hoje a Fase é Racional, é a fase do raciocínio. É a fase para quem quer ver o seu progresso financeiro equilibrado pelo raciocínio, e tudo dando CERTO.

Ligue-se à ENERGIA RACIONAL, a Energia que está no comando da Natureza, a ÚNICA LUZ para encaminhar todos para o CERTO.

O pensamento foi afastado e não favorece mais ninguém.

Todos os problemas da vida dos viventes vão sendo resolvidos pela leitura do Livro.

Amigo, se você quer ser um VENCEDOR e não um vencido, adquira o mais breve possível esse Livro, para ver o progresso brilhar em sua vida.

A saúde que é a coisa mais importante que a Natureza nos favorece, vai chegando muito naturalmente na vida dos que abraçam a LUZ RACIONAL, com a leitura diária de Universo em Desencanto.

Ao adquirir esse Livro, leia, leia, leia! Vá onde for, leve o Livro consigo, pois toda a segurança e proteção está nesse Livro, Universo em Desencanto, de Cultura Racional.

Fonte: AS DISTRAÇÕES DA VIDA DA MATÉRIA

Compartilhe isso:
RACIOCINAR SEMPRE! Pensar nunca.
ESSE É O LIVRO, PEÇA O SEU NESTE BLOG.






AS CIVILIZAÇÕES EXTINTAS


Caro leitor: É notório que as novas gerações, exigem mudanças em todos os sentidos. E, os mestres conservadores, insistem em preservar as tradições, histórias e ensinamentos, que foram necessários e serviram em outras épocas; invenções de antigos muito atrasados, que viam o mundo naquele tempo, que em nada condiz com a nossa realidade de hoje.

Parece que esqueceram ou não querem aceitar que a Natureza é de transformações. E não poderia esquecer, pois, somos produtos dela, somos alimentados por ela e em tudo dependemos dela; nascemos porque ela quer e morremos porque ela quer. E no entanto, estamos sempre achando que podemos fazer tudo melhor do que ela. 

O homem deveria perceber a sua insignificância perante a Natureza. Pois, foi ela quem nos ensinou a andar, a falar, a selecionar os alimentos, enfim, tudo que sabemos, visto que no começo nós não sabíamos nada, éramos como crianças. Mas depois que crescemos, abandonamos os seus ensinamentos, que era a cultura dada por Deus, que todos já nasciam e até hoje nascemos com ela escrita na palma das mãos. Nessa cultura real, estava e está trajetória da vida de todos os seres humanos; determinados por esses riscos que temos na palma das mãos, em concordância com a posição dos astros e hoje nós não entendemos. Com aquela cultura, não existia sofrimentos. Todos viviam felizes e não morriam. Quando completava o ciclo de vida, o corpo de matéria secava como a morte de uma árvore e o Raciocínio que é o ser Racional, voltava para o MUNDO RACIONAL; era a cultura da verdadeira redenção. Mas tinha limites, ninguém poderia fazer mais do o que estava determinado nas linhas da palma das mãos e na posição dos astros. Por isso começaram a aparecer os descontentes. Por exemplo: o homem não queria viver com a mulher, que para ele era  determinada pelas as linhas das mãos e por muito outros motivos, desligando assim do astral superior. Então, trataram de inventar um outro alfabeto, que lhes dessem margem a expansão aos seus gostos. A vontade é livre e novamente eles usaram os seus direitos de arbítrio. Abandonou a cultura da astrologia que era natural, a verdadeira cultura de Deus e começaram criar uma cultura artificial, que não coibissem as suas vontades. Mas, daí veio o preço da desobediência: A partir do momento que deixaram de obedecer às linhas das mãos, começou a deteorização do corpo, o processo de morte que até aquela época não existia, sem perceber ia envelhecendo e morria. Começou então, o conhecido ciclo vicioso: morria e tornavam a nascer, mas como animal irracional. Então para não transformar todos os humanos em irracionais, o RACIONAL SUPERIOR, nos deu mais uma chance: para evitar a transformação de toda a humanidade em classes inferiores. A natureza religou a humanidade novamente nos astros; mas, nos astros do astral inferior, das energias elétrica e magnética. E deu início ao desenvolvimento dos dois órgãos da matéria: O pensamento e a imaginação. Assim, começaram a criar uma cultura não natural, mas artificial, para dar expansão aos seus gostos e as suas vontades.

Começando assim, uma nova evolução Racional, para no final do desenvolvimento do pensamento, que é o final dos tempos, todos desenvolverem o Raciocínio e voltar ao mando racional que é a nossa origem, a verdadeira eternidade. A matéria foi feita, apenas como um veículo para conduzir o Raciocínio e não para ser desenvolvida; o seu desenvolvimento é quem trouxe o sofrimento e a morte. Hoje, a nossa astronomia, diz a astrologia não existe, é superstição: Mas, astrologia citada na CULTURA RACIONAL, é dos astros do Astral Superior; nenhum instrumento de pesquisas de hoje dos mortais, penetram naqueles tempos da cultura astrológica dos eternos. 

A astrologia que nós conhecemos, são estudiosos dos astros, que trazem em seus códigos genéticos, a lembrança, daquela cultura da astrológica original. E usando o artifício da matemática, ainda fazem grandes prodígios. 

Diz o RACIONAL SUPERIOR, que todas as profecias foram feitas usando a astrologia, porque nos astros estão escrito todos os destinos do mundo. 

No tempo da cultura natural de astrologia, nós não falávamos como agora, mas todos sabiam de tudo: A origem do Universo, da vida, a sua trajetória, o seu princípio e o seu fim; todos os acontecimentos eram previstos, não tinha ninguém encantado, todos eram conscientes e sem sofrimentos. Então, que mau para a humanidade, abandonar aquela cultura de saber absoluto, para criar uma cultura artificial, onde tudo é mistério, tudo é enigma, que não sabemos de onde viemos e nem para onde vamos. Vivemos de expectativas, vamos inventando coisas, sem saber se vai dar certo ou não. Desenvolvemos a ciência, a tecnologia, a indústria: e em tão pouco tempo, os seus reflexos já trazem prejuízos devastadores e irreversíveis, para o planeta e para a humanidade. Como exemplo, podemos citar a poluição, engarrafamento do trânsito, destruição da camada de ozônio, lixo atômico, vazamentos de radiação em usinas nucleares e por aí afora. E esse progresso da cultura artificial é muito recente; se compararmos as 21 eternidades de existência do Universo, com as 24 horas do dia, o período de cultura artificial seria apenas as últimas 2 horas. 

E nesse período tão pequeno, quantas civilizações já foram extintas: Atlântida, Mu, Incas, Maias, Astecas, são inúmeras as que sabemos; e que para os pesquisadores cuja ciência já está tão evoluída, a extinção dessas civilizações ainda são incógnitas, ninguém sabe o que aconteceu, para o desaparecimento instantâneo de cada uma delas. As perguntas permanecem no ar em milhares de livros sem respostas. Sem contar, muitas civilizações extintas em tempos remotos, que a nossa ciência nem tomou conhecimento. Agora a CULTURA RACIONAL, está nos dando todas as respostas e as razões das respostas: Muitas civilizações foram extintas por causa da cultura ser artificial feita por seres mortais. 

Diz o RACIONAL SUPERIOR: depois que abandonaram a cultura natural de astrologia que era dada por Deus, foi sempre assim, começa uma civilização, vai progredindo, chega ao auge e extingue, por ser feita pelo pensamento que é a evolução da matéria, o mau que por si mesmo se destrói. Podemos dizer que, os que abandonaram aquela cultura natural da astrologia, tornaram-se assassinos da humanidade.

Porque antes ninguém morria e depois que criaram a cultura artificial, todos morrem por ser uma cultura criminosa. Hoje os homens não se entendem e só progride para as guerras, dizendo que as guerras trazem progresso para humanidade. Que belo progresso: se a natureza não tivesse mudado de fase em 1.935, da cultura da civilização para CULTURA RACIONAL, nós seríamos mais uma civilização extinta no seu auge cultural, pelas bombas atômicas. Depois como sempre, as novas gerações iniciariam uma outra cultura artificial, iniciadas também nos escombros de mais uma civilização extinta. 

Portanto prezados leitores: vamos estudar a CULTURA RACIONAL; vamos desenvolver o Raciocínio; pois o desenvolvimento do Raciocínio é a verdade que abandonamos lá na cultura de astrologia. Ele é o socorro; é o encontro novamente com a Divina providência; é a nova chance, de retornarmos ao nosso mundo de origem a eternidade.

Colaboração: Severino dos Reis
Fonte: AS CIVILIZAÇÕES EXTINTAS

Compartilhe isso:
RACIOCINAR SEMPRE! Pensar nunca.
ESSE É O LIVRO.




sábado, 5 de agosto de 2017

FAZEMOS PARTE DA NATUREZA


Leia, por favor, este texto com atenção!

Não adianta lê-lo sem refletir sobre seu conteúdo, sem SENTIR! Não vai aproveitar nada. Infelizmente vai ser um tempo perdido! Portanto, se lhe for possível, leia-o com o mesmo carinho e atenção que dispensamos ao fazê-lo. E ficaremos muito agradecidos! 

A Natureza é um SER VIVO, UM só corpo. E cada ser nela existente é também um ser vivo com o seu corpo.

A Natureza tem a sua parte bruta, material. E tem a sua parte invisível, fluídica, de energia.

Todos os seres nela existentes são assim também.

Comparando conosco: nós temos um corpo material, com seus órgãos e cada órgão composto de células.

Então, na Natureza somos que nem as células que compõem nosso corpo.

E essas células que somos nós, têm sua parte bruta da matéria (visível) e a parte fluídica, invisível, a matéria fina, de energia.

A parte bruta, material, é a projeção, irradiada da nossa parte fluídica invisível, que dá causa à parte bruta material.

A parte material é transitória, não é o nosso ser verdadeiro. A parte energética é eterna, sempre dando causa a novo corpo de matéria. Por isso, não existe alma nem espírito no corpo de ninguém, somos uma energia eterna, sempre em transformações, por estarmos fora do nosso mundo verdadeiro, que não é aqui neste plano material.

Ora, se ficarmos focados na parte bruta material, sem desenvolvermos a nossa parte fluídica, essa parte fluídica vai se enfraquecendo, dando causa a novos corpos de matéria bruta cada vez mais enfraquecidos e degenerados, de uma vida para outra, porque a natureza é de transformações. Nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.

Sem o nosso desenvolvimento da parte fluídica, passamos a dar causa a corpos de matéria cada vez mais enfraquecidos, sempre em condições gerais piores, com doenças físicas, morais e mentais.

Uma parte fluídica enfraquecida, por falta constante de desenvolvimento, vai degenerando, deformando, poluindo e diminuindo através das sucessivas transformações de uma vida para outra, até não ter condições vibratórias em sua estrutura de dar causa a um corpo de ser humano e, sim, por sua vibração estrutural enfraquecida, vai dar causa a um corpo de matéria correspondente aquele estado vibratório inferior, que é o corpo de um animal irracional. Pois, não há efeito sem causa.

Para ver a importância de tomar conhecimento dessa parte invisível fluídica, desenvolvendo-a para que ela evolua energeticamente, assuma uma estrutura vibratória superior e alcance uma dimensão energética acima do campo material, para não nascermos aqui na matéria novamente.

Mas, por a humanidade não conhecer nada sobre isso, limitada à matéria visível e invisível (a parte espiritual), fica focada na parte bruta ou, no máximo, à parte espiritual, gerando seu próprio enfraquecimento, seu próprio desequilíbrio, diminuindo-se em tudo, até destruir sua estrutura de animal racional, que se transforma numa estrutura inferior de animal irracional, por falta de desenvolvimento da parte vital, que é a parte fluídica, causadora da vida da matéria.

A Natureza como um todo, com inteligência própria, tendo já entrado em uma fase superior de evolução de sua parte fluídica, está tratando de recolher em sua evolução todos os seres humanos que a estão acompanhando nessa evolução: protegendo-os e mantendo-os de tudo que precisam e necessitam nessa ascensão.

E com relação aos demais, que estão à margem dessa evolução, os que continuam se destruindo, focados na parte bruta material, ela simplesmente os ignora, por estarem obstando sua evolução fluídica e providencia a destruição mais rápida desses seres, que passam a não ter mais valor algum para a Natureza.

E como a Natureza destrói esses que estão à margem da evolução dela?

Através de doenças curáveis e incuráveis e de desastres naturais (terremotos, vulcões tsunamis etc.) e artificiais (poluição, desastres de veículos, desastres de trens, de aviões, de navios etc.) além dos desequilíbrios morais, físicos e financeiros.

Tudo isso para que compreendam que não adianta ninguém querer viver como pensa, como imagina e como quer. A vontade é livre, mas, as cobranças da Natureza são inevitáveis.

Existe um Plano Maior de ascensão da Natureza, que deva ser seriamente conhecido e obedecido, por sermos parte da Natureza e ela estar em evolução. E tendo Ela soberania sobre nós, deleta do seu caminhar todos que à margem desse caminhar querem ficar. Dizemos “querem”, por a vontade ser livre.

Esses marginais descem para classes inferiores até serem reduzidos a granito, depois de sucessivas transformações percorrendo toda a grande hierarquia dos irracionais, onde não têm, por condições inferiores de vida, o poder de perturbar e atrapalhar a evolução da Natureza com desmatamentos, poluição de nascentes, rios e mares, poluição sonora e do ar, fabricação de produtos contra a vida e dos desnecessários, que são voltados para a alimentação da vaidade, da ganância e da ambição.

Nós, seres humanos, naturalmente fazemos como a Natureza. Exemplo: ao nos alimentarmos, nosso organismo aproveita o que nos beneficia. E o que não é necessário para o organismo é conduzido naturalmente aos intestinos (parte inferior do corpo), transforma-se em fezes, que são jogadas nos esgotos, por não ter mais serventia.

Assim está agindo a Mãe Natureza, renegando aos esgotos das classes inferiores de vida os viventes que teimam (por arrogância, soberbia e vaidade absurda) em continuar pensando ao invés de raciocinando, por não quererem tomar conhecimento da nova fase da Natureza, a Fase Racional.

O pensamento/imaginação é uma energia primária, elétrica (bem aparente) e magnética (mal puro). É uma essência degenerada da matéria, não tem origem superior, divina. Por isso, limita-se à matéria (visível e invisível). Sim, porque a parte invisível nossa e da Natureza, tem o fluido elétrico e magnético e o fluido transcendental. A evolução se dá através do fluido transcendental, que não pertence ao campo espiritual e, sim, ao mundo de origem de tudo e de todos, desconhecido da humanidade, onde a energia não é elétrica, nem magnética, é RACIONAL: pura, limpa e perfeita.

Portanto, por ser o pensamento de origem do chão, da matéria, tem a função limitada à matéria, mantendo os viventes presos à matéria, à cultura primária criada pelo pensamento, a cultura artificial filosófica e científica. Artificial porque se baseia no ser bruto da matéria e, quando muito, no ser invisível espiritual e, não no ser verdadeiro natural da Natureza, que é a parte fluídica invisível transcendental.

E é por isso que procurar no pensamento solução qualquer que seja, é se aprofundar e se perder ainda mais na matéria.

Encontra-se, então, a humanidade perdida na matéria, sem conseguir encontrar solução alguma para os seus problemas, para os seus negócios e para a sua vida.

A solução não está na matéria e, sim, na parte fluídica transcendental, racional (razão da vida), que corresponde ao plano de ascensão da Natureza.

E como alcançar essa parte superior?

Deixando de lado o pensamento e passando a desenvolver a parte nossa transcendental, o raciocínio, que ninguém nunca antes conheceu.

Por que dizemos nunca antes?

Por já estar na Terra, trazido pela própria Natureza, de um mundo superior desconhecido da humanidade, o conhecimento transcendental que nos prepara e nos ensina a raciocinar.

E o que é raciocinar?

É ser comandado pelo nosso verdadeiro SER SUPERIOR, que se encontra dentro de nós, em nossa cabeça. E isso vamos conseguir depois de identificarmos o nosso fluido transcendental, que está deformado pela ação elétrica e magnética, abastecendo esse fluido transcendental com o conhecimento cultural próprio dele, que o faz, de posse desse conhecimento, agir de forma a deletar de si todas as influências elétricas e magnéticas, passando a fortalecer e reconstruir sua estrutura vibratória nos moldes de sua estrutura original, racional. Isso feito, esse fluido vibrando racionalmente, identifica-se com o fluido transcendental da Natureza, ligando-se a Ela e entrando em harmonia e entendimento com todos os seres da Natureza.

E estando em harmonia com a Natureza ela deixa de irradiar sofrimentos sobre nossa parte material (visível e invisível), passando a nos ajudar a ascender até alcançarmos a parte dos 7 seres orgânicos causadores de nossa parte fluídica.

A Natureza, com sua força e poder vai nos conduzindo nessa evolução da nossa vibração racional. Essa vibração racional, alcançando esses 7 seres orgânicos, equilibra racionalmente esses seres, que perdem também sua parte deformada, ascendendo para o antes de ser seres orgânicos, saindo desta dimensão material inconsciente do Astral Inferior e encontrando a dimensão imediatamente superior, o Astral Superior, onde a energia é a Mediadora Racional consciente, ficando a pessoa desligada das influências do elétrico e magnético, as influências da matéria.

Aí é que começa, de fato, a evolução racional, a evolução dentro do bem puro, limpo e livre das impurezas elétricas e magnéticas: o desenvolvimento do raciocínio.

Harmonizados, então, com a energia mediadora racional consciente, ela nos encaminha para alcançarmos o que fomos antes de sermos deformados. O que fomos? Seres Racionais puros, limpos e perfeitos fora do nosso habitat verdadeiro, nosso mundo original.

Ao evoluirmos e alcançarmos essa condição suprema, tomamos a nossa forma corpórea original, ovalada, com corpos de massa cósmica pura, limpa e perfeita e retornamos naturalmente ao lugar de onde saímos, o MUNDO RACIONAL, para dar causa a este mundo material em que vivemos.  E passamos a comandar do MUNDO RACIONAL esse nosso corpo de matéria até o término do seu ciclo natural, colocando fim na morte: aí é que está a função RACIOCINAR. Comandados pelo nosso verdadeiro SER, o SER RACIONAL, que se salvou por retornar à origem e da origem nos comandando aqui na vida da matéria.

Tudo isso é conseguido muito naturalmente, sem esforço algum, apenas estudando em nossas próprias casas, ou onde estivermos, a cultura vinda da origem, que nos prepara e nos ensina todos os procedimentos para essa grandiosa ressurreição e ascensão, ensinamentos esses contidos nos Livros da cultura natural (não a artificial) da Natureza, Universo em Desencanto.

Para ver como esse desenvolvimento nada tem a ver com nada daqui deste mundo em que vivemos, não é contra nada nem ninguém, mas, é absolutamente individual. Só a própria pessoa pode promover, juntamente à Natureza, o seu desenvolvimento. Ninguém, ninguém mesmo pode promover o desenvolvimento do raciocínio do seu semelhante, porque o raciocínio é privativo de cada qual. E desenvolve quem quer.

A Natureza, desde 1935 iniciou sua ascensão e somente está beneficiando todos que a estão acompanhando, aparelhados a ela, por já terem compreendido que todos nós fazemos parte da Natureza.

E você, vai ficar de fora?

Releia este texto várias vezes para que possa tomar uma decisão favorável a si mesmo.

Esperamos que decida pelo desenvolvimento do seu raciocínio, porque a fase em vigor na Natureza é RACIONAL e quem ficar de fora não vai ter com quem contar, nem onde se agarrar, por ficar contra a Natureza, ficando contra tudo, contra todos e contra a si mesmo.

É salve-se quem puder e se puder.

Que todos tenhamos discernimento superior!

Quem tem o saber verdadeiro sabe embargar todo e qualquer sofrimento.

Fonte:
FAZEMOS PARTE DA NATUREZA


Compartilhe isso:
RACIOCINAR SEMPRE! Pensar nunca mais.
ESSE É O LIVRO.